Emprestimos

Sociedade de empréstimo entre pessoas: Conheça essa opção de crédito!

Photo of author
Luiz Gabriel

As opções de empréstimo são usadas para obter ajuda de bancos e instituições financeiras, pagamentos de juros altos ou pedidos de familiares e conhecidos. Mas as circunstâncias em que se ditam os empréstimos interpessoais inciaram a partir de 2018 com a autorização do Banco Central da Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP).

Hoje! Conheça o conceito, como funciona e os principais benefícios para quem precisa de dinheiro e quer investir. Também explicaremos melhor como abrir uma parceria de empréstimo interpessoal com a ajuda de uma tecnologia financeira especialista. Boa leitura!

» Aproveite também: Empréstimo pessoal Marisa: Dinheiro liberado na hora, saiba como conseguir um

Sociedade de empréstimo entre Pessoas (SEP): como funciona?

No Brasil, existem dois tipos de empresas de crédito autorizadas: Sociedade de Crédito Direto (SCD) e Sociedade de Empréstimo entre Pessoas (SEP), que fazem parte do Sistema de Informação de Crédito (SCR) e (CMN).

Segundo informações do site da BC Sociedade de Empréstimos entre Pessoas (SEP), “empréstimos interpessoais operacionais conhecidos no mercado como empréstimos sindicados. Essas funções são realizadas exclusivamente por meio de plataformas eletrônicas, a fintech intermedia a relação entre quem tem valor para emprestar e quem quer valor.

É importante ressaltar que para os empréstimos do SEP onde a demanda aumenta devido às baixas taxas de juros e menos burocracia. Os recursos dos investidores estão utilizando a infraestrutura disponibilizada pela Fintech. Outro ponto importante é neste tipo de atividade. O limite de crédito é de R$ 15.000.

Principais diferenciais da SEP

Os benefícios do SEP são visíveis para quem precisa de empréstimos e para quem quer investir seu dinheiro.

  • Taxas de juros mais baixas: geralmente as taxas de juros desses modelos de empréstimos são muito mais baixas em comparação com bancos e instituições financeiras tradicionais. Isso se deve principalmente aos valores que vêm de outras pessoas.
  • Publicação de Crédito: Por meio da Sociedade de Empréstimo entre Pessoas, o acesso ao crédito tornou-se mais democrático. Faça com que mais pessoas invistam no que elas querem ou precisam.
  • A incidência de inadimplência é reduzida: com métodos de pagamento mais fáceis e taxas de juros mais baixas O devedor consegue arca om as parcelas. Isso ajudará a reduzir os padrões de pagamento.
  • Altos retornos para investidores: A fintech responsável pelo empréstimo fará uma análise completa antes de pegar o dinheiro emprestado. O que aumenta a certeza do retorno financeiro é importante enfatizar que alguns investidores conseguem obter mais de 20% de lucro em cada negociação, devido a juros relativos a empréstimos.

Sim, tudo bem! O procedimento é regulamentado pelo banco central e há uma percepção legal de que as instituições financeiras não estão sujeitas à Lei de Juros de 1933, que estabeleceu uma taxa de juros máxima de 12% ao ano para contratos individuais.

É importante ressaltar que as fintechs que desejam operar como SCD ou SEP devem obter autorização do banco central para iniciar suas operações. E antes de solicitar um empréstimo, as pessoas devem verificar se existem tais regulamentos.

Como as Sociedades de empréstimo lucram?

A Sociedade de Empréstimo entre Pessoas obtém sua receita de uma porcentagem das taxas de serviço que aumentam quando os investidores pagam recibos para fazer um empréstimo. Em resumo, os recebíveis líquidos recebidos incluem todas as restituições de impostos e taxas de fintech.

Dessa forma, o valor é reduzido como se fosse uma taxa composta por um pagamento fixo por transação e um percentual do valor do empréstimo. É importante observar que a empresa pode utilizar uma parcela dos juros cobrados do devedor.

» Não deixe de conferir: Empréstimo FinanZero: Crédito Online Com Taxas Atraentes!

O que é uma fintech?

As fintechs são empresas que mudam a perspectiva de uma zona econômica fazendo pleno uso dos recursos tecnológicos. Nada mais é do que uma convergência de finanças e tecnologia.

Mas lembre-se de que essas empresas não são baseadas apenas em bancos digitais. Eles podem oferecer outros produtos e serviços a seus clientes, dependendo do seu setor.

Conseguir um empréstimo ou contrato é muito fácil. Tudo pode ser feito online!