Benefícios

PIS/PASEP 2022 – 70 Milhões de Brasileiros pode sacar e não sabem

Photo of author
Luiz Gabriel

Em 31 de março, a Caixa Econômica Federal encerrou o depósito do abono salarial Pis/Pasep 2022. Mais de 24 milhões de trabalhadores receberam o abono de R$ 1.212 do ano-base 2020. No entanto, esta não é a única retirada do banco este ano. Milhares de brasileiros ainda podem reclamar parte da quantia esquecida referente a abonos salariais de calendários anteriores. Confira os saques do Pis/Pasep que estarão acessíveis em 2022.

Leia também: Empréstimo do Auxílio Brasil já pode ser solicitado via Caixa Tem

Pis/Pasep de 2020 disponível:

Cerca de 478 mil brasileiros têm até 2022 para retirar o subsídio do Pis/Pasep. O calendário emitiu a recompensa para 24,3 milhões de brasileiros que trabalharam com carteira assinada durante o ano-base 2020 entre fevereiro e março.

Segundo o Ministério do Trabalho e Previdência, mais de 125 mil trabalhadores da iniciativa privada ainda não retiraram o abono do Pis. O Pasep, pago pelo Banco do Brasil, ainda não foi sacado por 353 mil servidores públicos. Ambos os grupos têm uma data de retirada de até 29 de dezembro de 2022.

Brasileiros com carteira assinada que trabalharam por pelo menos 30 dias no ano-base (2020) têm direito ao abono salarial Pis/Pasep. O pagamento deveria ser depositado entre junho do ano passado e o primeiro semestre deste ano, mas o governo federal alterou o cronograma.

O cidadão pode entrar em contato com o CPF pelo aplicativo Carteira de Trabalho Digital para saber se tem direito ao auxílio Pis/Pasep. Além do período mínimo de 30 dias com carteira assinada, o trabalhador deve estar inscrito no Pis há pelo menos 5 anos, ter recebido remuneração mensal de até dois salários mínimos no ano-base e ter os dados na Relação Anual de Informações Sociais corretamente informada pelo empregador (RAIS).

Pis/Pasep de 2019: Saque disponível

A segunda retirada da Caixa Econômica Federal do abono Pis/Pasep refere-se ao abono salarial para pessoas que trabalharam sob contrato legal em 2019.

Neste ano, cerca de 320 mil trabalhadores poderão pleitear o saque do abono Pis/Pasep “esquecido”, ou seja, os valores que não foram sacados durante o ano-calendário 2020-2021.

Para ter direito ao abono salarial de 2019, é necessário ter carteira assinada há pelo menos 30 dias naquele ano, estar inscrito no Pis/Pasep há cinco anos e ter renda média de até dois salários mínimos (R$ 2.200 em A Hora).

O trabalhador deve buscar a retirada do abono esquecido por recurso administrativo encaminhado por e-mail ou em uma das superintendências do Ministério do Trabalho.

Saque Pis/PASEP 2022

Já liberado para saque os valores disponíveis. Saiba como sacar agora!

(Você será transferido para outra página)

Liberado os saques de cotas do Pis/Pasep: Como fazer?

Por fim, o último saque do bônus salarial da Caixa é para cerca de 10,5 milhões de brasileiros que trabalharam sob contrato legal entre 1971 e 1988. O saque das cotas do Pis/Pasep ficará acessível até 1º de junho de 2025, após o qual o valor será restituído à União cofres.

Não é essencial fazer qualquer pedido para obter os fundos. A Caixa informou que os funcionários correntistas (possuem conta corrente ou poupança) podem ter recebido os recursos automaticamente.

Os saques podem ser feitos nos terminais de autoatendimento, lotéricas e correspondentes Caixa Aqui com Cartão de Cidadão e senha, porém o limite do valor é de R$ 3.000.

Caso o dinheiro não tenha sido creditado na conta ou você não seja correntista da Caixa, poderá sacar as cotas do Pis/Pasep em uma agência bancária apresentando documento oficial com foto.

Abono salarial em 2022 – Quem tem direito no saque?

O subsídio de PIS da Caixa, que será pago em 2022, é destinado aos profissionais que trabalharam com carteira assinada em 2020. O subsídio do Pasep é concedido pelo Banco do Brasil aos funcionários federais, estaduais e municipais que atendem aos requisitos de elegibilidade do programa.

Para ter direito ao abono de até um salário mínimo, você deve atender aos seguintes requisitos:

  • Estar inscrito no programa PIS/Pasep há, no mínimo, cinco anos;
  • Ter trabalhado formalmente por pelo menos 30 dias em 2020;
  • Ter recebido uma média mensal de até dois salários mínimos no ano de referência (2020).

Como consultar o Pis pelo celular: Passo a passo

  1. Instale o aplicativo oficial do Cartão de Trabalho Digital em seu smartphone (se você já o possui, será necessário atualizá-lo);
  2. Insira o número do seu CPF e a senha do gov.br para ter acesso ao sistema;
  3. Registre-se caso seja seu primeiro acesso;
  4. No canto inferior direito, clique no ícone “Benefícios”.
  5. Se você estiver qualificado, será indicado em “Abono Salarial”.