Crédito rotativo no cartão de crédito: ATENÇÃO! Veja porque evitar essa opção

142

Fazer compras com cartão de crédito pode ser muito prático no dia-a-dia, mas quando as despesas não são planejadas, acabam por te endividar e colocar em risco o seu orçamento. Quando a conta é muito alta, algumas pessoas ativam um crédito rotativo no cartão de crédito. Você sabe como isso funciona?

Em geral, a alternativa é utilizada por quem não consegue pagar o valor total de uma fatura e decide pagar apenas o mínimo. Isso rola a conta restante para o mês seguinte e acumula uma taxa de juros muito alta.

Quer saber o que é crédito rotativo no cartão de crédito? No texto a seguir explicaremos por que essa ferramenta é perigosa e qual a melhor forma de se livrar dos juros gerados por faturas em aberto no cartão. Confira!

O que é um crédito rotativo no cartão de crédito?

É uma modalidade de crédito oferecida pelas instituições financeiras para quem possui cartão de crédito e não pode pagar o valor total da fatura do mês. Funciona como uma espécie de empréstimo para que o consumidor adie o pagamento de uma dívida pendente.

Crédito rotativo no cartão de crédito: ATENÇÃO! Veja porque evitar essa opção
Crédito rotativo no cartão de crédito – Fonte: Gira Betim

Se você optar por pagar apenas o mínimo de uma fatura pendente, o valor restante será transferido para o mês seguinte. Aos poucos, essa ação vai criando uma grande bola de neve no orçamento mensal, pois os juros cobrados são muito altos.

O que são juros de crédito rotativo? Esses são os custos que são cobrados mensalmente quando você paga suas parcelas com atraso. São considerados os mais elevados do mercado.

Como funciona crédito rotativo do cartão?

  • A empresa que emitiu o cartão avaliará sua situação financeira e sua capacidade de pagamento do limite oferecido;
  • O crédito rotativo só pode ser usado por um mês;
  • Se você não puder pagar o valor total da próxima fatura, a empresa pode oferecer outra linha de crédito. Nesse caso, pode ser parcelado e deve ter condições mais favoráveis.

Qual a diferença entre crédito rotativo e parcelado?

Para entender como funcionam os crédito parcelado e rotativo, lembre-se de que os termos e condições diferem na forma como os juros são cobrados.

O Rotativo é ativado quando a parcela atual não é paga antes da data de vencimento e dura para o mês seguinte.

Por outro lado, os juros parcelados funcionam de forma ordenada conforme o seu planejamento. Você pode parcelar sua compra e pagar um valor fixo a cada mês, o que não significa atrasar as faturas como no primeiro caso.

O que você deve prestar atenção para evitar juros?

  • Esteja sempre atento à fatura;
  • Conheça as taxas de juros cobradas no crédito rotativo;
  • Cuidado com as compras parceladas. Anote suas despesas para não esquecer e gastar mais do que deveria;
  • Certifique-se de que os prazos se enquadram no seu orçamento;
  • Tente pagar o valor total da conta para evitar juros.

Opções para quitar a fatura do seu cartão

Se você não tem dinheiro para pagar a conta inteira, procure outras opções de crédito com taxas de juros mais baixas.

  • Verifique na fatura do cartão a taxa de juros do crédito rotativo;
  • Simule opções de crédito no Serasa eCred com o valor que você precisa;
  • Compare o que é mais vantajoso para pagar toda a conta do cartão.

Como cancelar o crédito rotativo do cartão de crédito?

Você tem dívidas pendentes e não sabe como se livrar do crédito rotativo do cartão de crédito? Para cancelar esta situação inconveniente, você deve entrar em contato com a instituição responsável pelo cartão de crédito e tentar negociar.

Existem também empresas que fazem a mediação entre devedores e credores, graças às quais a situação é resolvida. Quando você toma a iniciativa de negociar uma dívida, o banco pode oferecer linhas de crédito para saldar suas dívidas pendentes.

Lembre-se de analisar se a contratação de um empréstimo para pagamento de uma dívida não ultrapassa seu orçamento mensal, o que pode resultar na geração de uma nova dívida. Elabore um plano financeiro e estabeleça um limite de compra, além de registrar todas as despesas mensais e ajustar seus hábitos de consumo.

O uso de um crédito rotativo deve ser limitado a emergências, quando o valor é sacrificado por algum motivo especial. Se possível, quite sua dívida em 30 dias para evitar a geração de altas taxas de juros durante os meses.

Por que o crédito rotativo é perigoso?

O cartão de crédito é uma boa alternativa em situações de emergência e pagamentos mais práticos. No entanto, muitos bancos retêm informações sobre a cobrança de juros dos clientes e como esse método pode facilmente levar a dívidas sem precedentes.

Pagar o valor mínimo e colocar a fatura no crédito rotativo pode gerar juros exorbitantes ao longo do ano. O endividamento elevado pode colocar seu nome nas listas do Serasa ou do SPC, impossibilitando futuras compras e até mesmo a solicitação de novos empréstimos e financiamentos.

Então, como você calcula o crédito rotativo e os juros exorbitantes? Preste atenção a esta informação: Os juros do cartão rotativo subiram para 319,8% em 2020, segundo dados do Banco Central! Já imaginou como uma inadimplência no final do ano pode se transformar em uma dívida enorme?

Leia mais – Como sair das dividas com pouco dinheiro – siga os 5 passos necessários

Portanto, evite usar crédito rotativo e prefira compras à vista. Além disso, lembre-se de não gastar mais do que ganha a cada mês para evitar dívidas futuras.