Dicas Financeiras

Crediário Digital: Nova opção de parcelamento nas compras online

Photo of author
Luiz Gabriel

A nova forma de pagamento atenderá os sessenta por cento dos brasileiros que ainda não têm acesso ao crédito. Trata-se do crediário digital, que o empresariado vê como uma estratégia para reestabelecer as vendas durante a crise econômica.

Mesmo com o uso generalizado dos bancos digitais, ainda há um percentual significativo de brasileiros sem contas bancárias. Aproximadamente 48 milhões, conforme informado pelo Banco Central.

Nesse sentido, o parcelamento digital busca dar poder de compra adicional a pessoas que atualmente não têm acesso, por exemplo, a produtos mais caros.

O Guia Finanças explica tudo em detalhes se você não tem conhecimento das novidades e tem dúvidas sobre como funcionam os parcelamentos digitais. Veja isso!

» Leia também: Cartão de crédito PicPay: Conheça o cashback exclusivos e as vantagens!

O que exatamente é “compre agora, pague depois” (BNPL)?

“Compre agora, pague depois” como o nome já sugere, é um serviço que permite ao usuário comprar algo e pagar depois.

Essencialmente, esses métodos criam um crédito ao consumidor, permitindo que ele pague o item em parcelas com boleto bancário ou Pix, enquanto a loja recebe o valor total à vista. Ou seja, é um modelo de planos de pagamento modificado para compras online.

Quando se trata de pagamentos parcelados, os cartões de crédito são normalmente a escolha mais popular. No entanto, nem todos têm acesso a cartões de crédito ou limites adequados. Portanto, é um desafio para essas pessoas pagar razoavelmente. Principalmente quando é preciso comprar coisas com ticket médio maior, como bens duráveis. Dessa forma, esse meio alternativo de pagamento auxilia na realização dos desejos ou demandas de consumo de muitas pessoas.

Como funciona o crediário digital?

O parcelamento digital é apenas uma atualização do cartão tradicional. Esta forma de pagamento pretende ser mais democrática, tendo em conta as pessoas que não têm acesso ao crédito. Mesmo que não possua cartão de crédito ou conta bancária, o cliente pode parcelar com boleto.

Assim, não é necessário ser cliente de instituição financeira nem ter limite de crédito pré-estabelecido. Além do boleto, opções adicionais de pagamento incluem transferências, depósitos e PIX.

Para ter acesso, você deve fornecer informações como CPF, endereço de e-mail e telefone. O intermediário da transação, que pode ser uma fintech ou a própria loja, analisa os dados e libera o crédito. Em seguida, escolha o número de pagamentos que deseja fazer e pronto!

A opção está sujeita a taxas de juros variáveis com base na análise de crédito de cada cliente.

É um meio de pagamento vantajoso?

Sim! Com o parcelamento digital ou BNPL, os lojistas podem expandir suas vendas para um público antes inacessível. Além disso, o processo é seguro, já que uma fintech realiza a intermediação.

Obviamente, se a loja assim o desejar, poderá investir em seu próprio sistema de parcelamento. O método mais prático, no entanto, é o dono da loja se cadastrar em uma startup que presta esse serviço.

Já existem algumas opções disponíveis no mercado para empresas de e-commerce que desejam investir nessa forma de pagamento. Meu Crediário, Provu e Leindico estão entre eles.

Surgimento de novos meios de pagamentos digitais

O serviço de crédito digital está em operação na Europa há algum tempo e está em expansão. Pesquisas de mercado recentes indicam que quatro em cada dez britânicos utilizam atualmente o método de pagamento BNPL. Prevê-se que os brasileiros adeririam ao mesmo padrão.

A epidemia do novo Coronavírus, por exemplo, contribuiu para o nascimento de um novo meio de pagamento digital e o crescimento do PIX. Isso se deve ao crescimento exponencial das compras pela internet durante esse período.

Assim, o mercado passou a reconhecer as lacunas nos meios de pagamento e buscar aprimorar a experiência do cliente, ampliando assim o acesso a todas as classes socioeconômicas.

E o crédito digital não será exceção. Segundo especialistas, as empresas devem ficar atentas a essa inovação, que parece ser uma oportunidade para aumentar o valor médio dos pedidos no e-commerce.

Este pacote também inclui vendas através do PIX, com a opção de descontos e a possibilidade de compra com cashback, que ganharam popularidade nos últimos dois anos.

Além disso, prevê-se que estes sejam apenas alguns dos avanços tecnológicos para os sistemas de pagamento digital.

Principais vantagens do crediário digital

  • Maior elegibilidade de compra
  • Ticket médio mais alto
  • Aumento da recorrência
  • Risco zero de fraude e inadimplência

Você já tinha conhecimento sobre crédito digital? Compartilhe com seus amigos agora!