Dicas Financeiras

Alugar ou financiar imóvel: Qual é mais vantajoso? Saiba agora!

Photo of author
Luiz Gabriel

A realidade de muitos brasileiros ainda inclui o desejo de comprar uma casa. Mais de 13 milhões de famílias querem comprar uma casa nos próximos dois anos, de acordo com um novo relatório da Datastore, uma empresa especializada em pesquisa imobiliária. Mas o tópico de alugar ou financiar é preferível para o seu orçamento muitas vezes surge.

Discutiremos as vantagens e desvantagens de cada escolha neste artigo, mas é importante perceber que esta é uma escolha altamente pessoal. Você deve decidir se este é um objetivo importante para sua família e se, por exemplo, comprar uma casa melhoraria sua qualidade de vida antes de tomar uma decisão.

Além disso, é fundamental avaliar a situação financeira de todos, sua capacidade de conciliar trabalho e obrigações familiares e o estado do fundo de emergência da família, já que o financiamento é uma dívida de longo prazo e muita coisa pode acontecer enquanto as parcelas estão sendo pagas.

» Leia também: Crediário Digital: Nova opção de parcelamento nas compras online

Alugar ou financiar imóvel: Vale a pena?

Ao contrário da crença popular, o aluguel pode ser benéfico por vários motivos. A primeira é a mobilidade, ao contrário de um proprietário, um locatário pode mudar de endereço mais rapidamente e com menos formalidades.

Os aborrecimentos potenciais são uma das desvantagens. A possibilidade de o proprietário desejar rescindir o contrato antes do planejado, por exemplo, deve ser levada em consideração.

Do ponto de vista financeiro, é preferível optar por alugar uma casa menor ou mais barata e aumentar a entrada para tentar diminuir os pagamentos de qualquer potencial financiamento futuro.

E mesmo que você tenha o dinheiro exato necessário para adquirir a casa, ainda é vital ter em mente que há taxas adicionais envolvidas na compra de uma propriedade, como aquelas relacionadas à papelada e móveis. A atitude mais sábia é esperar se essa escolha o deixaria sem dinheiro e colocaria em risco sua reserva financeira.

Quando o financiamento é mais interessante?

Se sua família está mais inclinada a se engajar no financiamento imobiliário, é fundamental que você forneça as seguintes informações ao decidir entre alugar e financiar:

Você tem certeza de que esta é a casa em que deseja morar a maior parte de sua vida?

Nos contratos de locação, o inquilino muitas vezes tem um ano para desocupar o local sem incorrer em penalidades. A burocracia envolvida na venda de uma casa financiada será substancialmente mais onerosa.

O pagamento é muito mais do que o que eles pagariam na área pelo aluguel?

Tenha em mente o quanto os pagamentos e outras despesas (como o apartamento, por exemplo) representam proporcionalmente à renda combinada dos membros da família que pagam a hipoteca. Especialistas aconselham o consumidor a não dedicar mais de 30% de sua renda mensal ao parcelamento ao fazer qualquer tipo de crédito.

A qualidade de habitação do imóvel é o que pretende?

Voltando à consulta original, é fundamental ter sempre em conta o desafio de vender uma casa.

Se a resposta para essas duas perguntas for sim e você não tiver certeza se deve alugar ou financiar, o financiamento pode ser sua melhor alternativa. Mas quais desvantagens essa opção tem?

Sem dúvida, o alto custo dos juros deve ser levado em consideração. Na realidade, fazer um empréstimo é semelhante a “alugar” dinheiro do banco. A questão é que esse aluguel pode ser bastante caro.

Além disso: sem sacrificar nenhuma de suas reservas, é fundamental levar em consideração despesas como entrega de chaves, reforma e outras despesas além dos pagamentos.

Então, o financiamento é uma opção ruim?

Com a ajuda desses exemplos, podemos demonstrar como, em certos casos, o aluguel pode ser mais lucrativo do que o empréstimo. No entanto, há circunstâncias em que o comprador pode financiar uma entrada maior, o que diminui os juros e pode tornar essa escolha mais atraente.

Existem outras considerações para aluguel que não são feitas. Muitos locatários fazem reparos em casas alugadas sem serem pagos por elas. Dessa forma, a propriedade da casa garante que as benfeitorias aumentarão o valor da propriedade e aumentarão seu valor de revenda.

O aluguel pode permitir que o cliente aumente o valor do imóvel em dinheiro mais rapidamente do que a duração do empréstimo, mas esse cálculo ignora o fato de que, até aquele momento, o preço da casa ou apartamento mudará. Assim, dependendo da situação, o financiamento pode ser preferível ao aluguel.

De um modo geral, para determinar qual é realmente a melhor alternativa para sua família, você deve estudar minuciosamente cada cenário. Uma coisa também é garantida quando se trata de financiamento imobiliário: quanto melhor a oferta de crédito, menor a taxa de juros cobrada.

As organizações financeiras costumam avaliar o perfil e a pontuação de crédito do consumidor, ou pontuação de crédito, para determinar as taxas que serão aplicadas em um empréstimo. Quanto maior o score de crédito, mais chances ele tem de ser aprovado e com melhores condições.

Por último, mas não menos importante, utilize um simulador de empréstimo antes de fazer um empréstimo ou qualquer outra linha de crédito. Isso tornará mais fácil para você determinar se a proposta que você recebeu é realmente intrigante, pois você saberá quanto crédito está disponível no geral.